AngularJS: Validação de formulário

Fala galera!

O post de hoje vai ser bem simples e direto: validar formulário com o AngularJS. Vamos ver passo a passo como é fácil e como esse framework é potente também na validação? Simbora…

O código abaixo será a base do formulário das validações. Como podemos ver, ele é apenas um simples formulário para validar um saque em um caixa.

Algumas considerações relevantes do nosso formulário:

  • Ele possui um nome (form), que servirá para a nossa validação;
  • Possui o atributo de novalidate, assim evitamos as caixas de diálogo do próprio browser;
  • Perceba que nossos inputs possuem o atributo de required, onde definimos que eles são obrigatórios;
  • Para submeter o formulário, você poderá optar por duas ações: ng-submit no formulário e/ou ng-click no botão. Particularmente, prefiro ng-submit no formulário e o botão de submissão com o type=submit.

Com o formulário pronto, vamos adicionar a validação para evitar os erros na hora de sacar o nosso suado dinheiro!

Desabilitando o botão de submissão do formulário

A primeira mudança é evitar a submissão do formulário sem todos os dados válidos. Para isso, vamos adicionar a diretiva ng-disabled no nosso botão:

<button type=”submit” ng-disabled=”!form.$valid”>Sacar</button>

Dica importante

Nesse caso de submissão do formulário, utilize sempre o $valid em vez de $invalid, pois, há um terceiro estado que o AngularJS provê que é o $pending. Ou seja, quando o formulário não está inválido não quer dizer que ele esteja válido, pois pode estar no status de pendente.

Adicionando validação ao input

Agora que não há como submeter o formulário sem todos os dados válidos, vamos tornar o nosso caixa mais inteligente. Que tal fazermos uma validação do saldo antes mesmo de digitar a senha?

Para isso, vamos criar uma diretiva que fará essa validação:

Em seguida, adicionamos a diretiva saque como um atributo do nosso input:

<input type=”number” name=”valor” ng-model=”vm.valor” required saque>

Com a diretiva no nosso input, só será possível realizar um saque inferior a 500. Beleza, mas e como é que essa diretiva funciona?

A explicação é bem simples. A diretiva exige que o elemento tenha o ngModel e através dele nós temos acesso ao ngModelController (linha 5). Então, na linha 6 é adicionada a validação para o valor (mesmo nome do ngModel da view) no controlador. Moleza, né não?

Adicionando validação de forma assíncrona

Vamos fazer mais uma implementação? Garanto que vai ser bacana… Que tal fazermos essa validação de forma assíncrona? Ir lá no servidor e verificar se eu tenho esse saldo mesmo.

Vamos criar uma nova diretiva chamada saque-assync:

A validação assíncrona tem uma exigência que é uma promise. Por esse motivo e para simular o servidor, utilizei o service $timeout (já falei sobre ele aqui). O funcionamento dessa diretiva é bem semelhante a anterior, a diferença está no uso do $asyncValidators em vez de $validators e na exigência da promise, como dito anteriormente.

Para verificar se a diretiva está fazendo a validação de forma assíncrona, podemos adicionar uma mensagem ao nosso html para ser exibida no momento da validação. Lembra que falei que o AngularJS fornece três status ($valid, $invalid e $pending) ? Pois é, agora é a hora de utilizarmos o $pending.

Adicione ao seu html o trecho de código abaixo:

<div ng-if=form.valor.$pending.saqueAsync>Será que tem saldo nessa conta?</div>

Agora, quando a validação assíncrona estiver sendo executada a mensagem “Será que tem saldo nessa conta?” será exibida.

Exibindo mensagens de erro

Aproveitando o gancho da validação do saque na conta, vamos exibir as mensagens de erro do nosso formulário. Há algumas maneiras de exibir a mensagem de validação, uma delas é utilizar o módulo ng-messages (recomendo). Mas, como nem  tudo são flores, essa parte vou deixar como dever de casa para os interessados.

No exemplo desse post não utilizei o módulo. Veja:

<div ng-if=”form.valor.$invalid && form.valor.$touched” style=”color:red”>
<div ng-if=”form.valor.$error.required”>Valor do saque é obrigatório</div>
<div ng-if=”form.valor.$error.saqueAsync”>Vixe… Ta liso!</div>
</div>

Note que no ng-if testo se o meu elemento valor está inválido ($invalid). Existe a verificação se houve alguma interação do usuário com o elemento através do $touched. Isso ocorre para evitar que a mensagem seja exibida antes do usuário ter alguma interação com o campo.

Perceba também que na diretiva da validação assíncrona eu forcei essa interação utilizando o $setTouched.

Na documentação oficial, há outras funcionalidades que não abordei aqui para validar formulários. Vale muito a pena conferir!

Aqui você poderá ver o código rodando. Os fontes estão aqui.

Então é isso galera, fazer validação com o angular é bem simples. Espero que tenham curtido.

Abraços e até a próxima!