localtunnel: Disponibilizando acesso a uma aplicação local

E aí galera, beleza?

Se você, assim como eu (sem gracinhas, viu?), já passou por perrengues para disponibilizar uma aplicação local na web, este post pode ser muito útil.

Antigamente, para acessar uma aplicação rodando na minha própria máquina, a primeira configuração que fazia era cutucar o roteador ou o modem da velox (vixxxxx!!!) e tentar liberar as portas para a máquina.

Naquele tempo, eu não sabia nem o que era configuração de portas, a sorte eram os buscadores do Yahoo, Altavista, Cadê? e depois o Google (tem gente que não vai nem saber o que é Altavista e Cadê?).

Também Já quebrei muito a cabeça com o no-ip para tentar acessar meus “códigos” da faculdade (não dá para chamar de aplicação, porque o desenvolvimento era orientado à gambiarra).

Pois bem, os seus e os meus problemas acabaram! Há alguns anos tenho utilizado com bastante facilidade módulos que me auxiliam nessa questão e hoje quero compartilhar com vocês o localtunnel.

O localtunnel é uma app bem simples de ser utilizada. Não é necessário configurar “nada” no seu firewall e nem no DNS. Acreditem, não é mágica! =)

Instalação

Para instalar o localtunnel é necessário ter, antes, o node.js. A instalação é feita através do npm:

npm install -g localtunnel

Com este comando o localtunnel será instalado globalmente, assim poderemos acessá-lo de qualquer diretório e em qualquer nível no terminal. Uma vez instalado, poderemos utilizá-lo através do comando lt .

Depois de instalarmos podemos verificar qual versão está na nossa máquina:

lt –version

Utilizando o localtunnel

Os comandos do módulo são bem simples e intuitivos. Vamos levar em consideração que temos uma aplicação rodando na porta 8080 (http://localhost:8080) e queremos disponibilizá-la na web.

Para disponibilizar a aplicação que está rodando nessa porta vamos executar o comando abaixo:

lt –port 8080

O localtunnel irá gerar uma URL de forma randômica e ela poderá ser acessada de qualquer lugar. Por exemplo, na minha máquina gerou a URL https://tplqmjrzbd.localtunnel.me.

A URL gerada geralmente não é nem um pouco amigável, então imagina dizer para um cliente acessar essa URL?! Mas não se preocupe, nós podemos inserir o parâmetro –subdomain para gerar um subdomínio mais legível:

lt –port 8080 –subdomain blogdogabrielfeitosa

E a URL gerada será https://blogdogabrielfeitosa.localtunnel.me.

Só que não para por ai, ainda podemos criar um proxy para um host externo ao localhost através do parâmetro –local-host .

lt –port 8080 –subdomain blogdogabrielfeitosa –local-host gabrielfeitosa.com

Como vimos neste post o uso do localtunnel é bem simples e prático. É um módulo muito útil quando precisamos disponibilizar alguma aplicação da máquina sem complicação. Também há outro sistema de túnel muito bom, o ngrok, mas ele vai ficar para a próxima!

Então é isso galera, vou ficando por aqui.

Abraços e até a próxima!